Últimas Postagens

quarta-feira, 12 de outubro de 2016

SABEDORIA PARA REINAR EM VIDA

0 comentários



MENSAGEM CULTO

09/10/2016

Imagino que seja de conhecimento de todos vocês que já está no mercado uma pílula chamada pílula da inteligência, a qual aumenta significativamente a capacidade intelectual de quem a usa.  Ela aumenta a capacidade de concentração e auxilia a permanecer focado nas tarefas, de maneira que a velocidade na solução e execução torna-se admiravelmente maior. Essa pílula também está sendo conhecida como “viagra da mente”, devido à potencialização produzida por ela na mente de quem a ingere.

Temos que admitir que tal medicamento ou droga é de fato um avanço interessante da medicina, ainda mais que, pelo que afirmam, não provoca efeitos colaterais.

Entretanto, embora essa pílula tenha todos esses benefícios, especialmente quanto a permanecer focado no propósito, ela não pode produzir nem aumentar a sabedoria, pois ela tem a limitação de caráter humano.

A única maneira de se alcançar a verdadeira sabedoria é quando voltamos nossa atenção àquele que é a Sabedoria, ou seja, Jesus Cristo filho de Deus.

Ele mesmo, como Filho de Deus, deu-nos o exemplo de como permanecer focado no propósito ou missão que lhe cabia. Sempre seu foco se manteve na vontade do Pai.

Em João 4:34 Ele disse: “A minha comida consiste em fazer a vontade daquele que me enviou a consumar a sua obra.”

Sabemos muito bem que a estratégia mais utilizada por satanás é justamente tirar-nos do foco, produzir distração ou aproveitar-se de nossas distrações.

Por isso a recomendação de mantermos nossos olhos fitos em Jesus, que é o autor e consumador de nossa fé, conforme Hebreus 12:2 – “... olhando firmemente para o Autor e Consumador da fé: Jesus, o qual, por causa do júbilo que lhe fora proposto, suportou a cruz, desprezando a vergonha, e assentou-se à direita do Trono de Deus.”

Aliás, este texto sugere algo que considero bastante importante. É comum, nas situações em que nos defrontamos com algum desafio maior, termos reações de medo ou até de desistência por acharmos que é demasiadamente pesado para suportarmos.

Mas, qual foi a reação mostrada por Jesus um pouco antes de enfrentar a crucificação? Num primeiro momento, Ele chegou a pedir ao Pai que passasse dele aquele cálice, mas logo após, ao visualizar a vitória e a glória que viriam depois, ele não só se dispôs a enfrentar, mas inclusive conseguiu ter alegria em seu coração.

Às vezes, isso pode acontecer conosco. Por não conseguirmos visualizar ou projetar o valor da vitória que com certeza virá, chutamos o balde, recuamos ou perdemos o foco.

O que precisamos entender é que a abertura para o Reino de Deus ocorre quando nos convertemos para Ele, quando nos reconciliamos com Deus Pai, quando nascemos de novo e passamos a fazer parte da nova natureza, da natureza que é própria daquele que nos resgatou.

Logo após isso, ao fazermos parte do Reino de Deus, cabe-nos aprender a reinar neste mundo, de maneira que não venhamos a cair nas artimanhas e ciladas do diabo, que continua tentando nos roubar, destruir e matar.

Por isso, temos que manter nossos olhos atentos naquele que é o caminho, a verdade, a vida, pois Ele tem as instruções que precisamos para fazer frente a tudo isso. Afinal, Ele é a própria sabedoria.

Então, podemos dizer que precisamos intensamente da sabedoria para podermos manifestar a vida abundante que está naquele que é a sabedoria e quer nos ensinar.

Vejamos alguns exemplos:

Todos nós sabemos que “O temor do Senhor é o princípio da sabedoria.” E o que significa isto? Significa que respeito acima de tudo ao meu Deus e Pai e reconheço que Ele sabe todas as coisas e, por isso, volto-me totalmente para Ele e abro meus ouvidos para ouvir dEle todas as orientações que preciso para viver.

Tiago 1:5-8 – “Se algum de vós tem falta de sabedoria, roga a Deus, que a todos concede liberalmente, com grande alegria. Todavia, peça-a com fé, sem qualquer sombra de dúvida, pois quem crê com reservas é semelhante à onda do mar, agitada e levada pelos ventos.”

Em primeiro lugar, temos que realmente desejar a sabedoria para que possamos reinar em vida. E, ao pedirmos, devemos crer que Deus Pai faz questão que a recebamos, pois faz parte do seu propósito para nossa salvação efetiva.

A comparação com as ondas do mar que se deixam levar pelos ventos, me faz lembrar de um dito que aprecio muito: Para um velejador que não sabe para onde vai, não há vento a favor. Entretanto, ao que sabe aonde quer chegar, todos os ventos podem ser aproveitados pelo procedimento de ajuste das velas.

E, quando me refiro a “aonde quer chegar”, pode ser entendido como um propósito na área profissional, na construção de um casamento, ou, de um modo muito especial, o alvo de reinarmos sobre as circunstâncias.

Todo aquele que é focado nos seus propósitos terá muito mais chance de vencer do que aquele que se deixa levar por qualquer vento.

Em Mateus 4:1-11, Jesus Cristo foi tentado por satanás e, por mais que satanás tenha insistido, Jesus não perdeu o foco de sua missão, de qual era a vontade de Seu Pai.

Efésios 5:11 – “E não vos associeis às obras infrutíferas das trevas; pelo contrário, condenai-as.” É muito comum pessoas com as quais nos relacionamos fazerem algum tipo de proposta que, às vezes, podem ser armadilhas para que nos associemos a alguma obra das trevas. E, no momento que estabelecemos uma associação, mesmo que verbal, podemos estar nos colocando amarras que serão depois usadas estrategicamente pelo inimigo.

Efésios 4:17-32 – Nesse texto há várias recomendações para nos precavermos e não darmos brechas ao inimigo. Podemos nos tornar escravos das palavras que liberamos, então convém que elas manifestem graça aos que ouvem. Quando declaramos palavras respaldadas na Palavra, firmamos nossa fé e atraímos frutos condizentes com ela. Entretanto, quando declaramos palavras sintonizadas com as trevas, elas produzirão resultados também condizentes com elas. Quando mentimos, o que isso gera? Gera inevitavelmente a redução significativa do valor de nossa palavra, de maneira que perdemos a credibilidade, e isso poderá prejudicar nossa prosperidade. E o diabo aplaude, é claro. Quando manifestamos ira ou agressividade com as pessoas, o que isso gera? Ninguém gosta de conviver com pessoas que se deixam dominar por ira facilmente. Isso prejudica a prosperidade. Quando expressamos seguidamente críticas às pessoas, o que deixamos escapar? Que num outro momento qualquer, poderemos estar criticando pelas costas a este ou estes que estão conosco. Ou seja, faz perder a confiança. Alguém que de alguma maneira rouba ou pega alguma coisa sem autorização, o que gera nos outros? É claro que compromete a confiança. Então, de modo nenhum devemos deixar as brechas, pois elas trabalharão diretamente contra o que gostaríamos de alcançar. Outra coisa que pode acontecer é orarmos num momento por algum propósito, e logo em seguida declararmos o contrário com nossa boca.

Provérbios 9:8 – Essa orientação é muito importante sabermos, pois há situações em que o melhor é ficar calado em vez de chamar atenção de um tolo, pois ele certamente não aceitará e liberará alguns impropérios em sua defesa.

Romanos 12:10 – Preferindo dar honra a outras pessoas, mais do que a si próprios. De um modo geral, a sabedoria nos direciona a honrar todas as pessoas. Aos idosos, cabe uma honra especial, pois na fase em que estão, depois de terem realizado tantas coisas, é importante que sejam bem valorizados de maneira que venham a se despedir da vida com alegria e palavras abençoadoras. Aos jovens, que obviamente serão a geração sobre a qual a responsabilidade dos destinos da nação pesará, deve ser oferecida uma recepção de muita valorização também, para que se sintam encorajados a realizar sua função da melhor maneira. É interessante notar que jamais esquecemos daqueles que nos trataram com honra em algum momento de nossa infância, e o contrário também é verdadeiro. 

Tiago 3:13-18 – Sabedoria é nada mais que a vitória contra a inclinação carnal, de maneira que fique neutralizado o terreno onde satanás pode dominar.

Provérbios 4:23 recomenda que acima de tudo devemos guardar o coração, pois o que domina nosso coração definirá nossa vida.

Efésios 6:12 esclarece que nossa luta não é contra seres humanos, e sim contra principados e potestades, contra os dominadores deste sistema mundial em trevas, contra as forças espirituais do mal nas regiões celestiais.

E, por último, devemos estar plenamente conscientes de que somos absolutamente justos em Cristo Jesus, de maneira que por causa disso podemos reinar sobre todas essas situações próprias deste mundo, de modo que nenhuma delas tem o poder de nos dominar, pois não estamos mais sob a lei e sim sob a graça, e que, mesmo que haja alguma dificuldade, tenho certeza de que nos está reservada a glória da parte de nosso Deus e Pai.

quinta-feira, 29 de setembro de 2016